domingo, 13 de junho de 2010

sábado, 12 de junho de 2010

sexta-feira, 11 de junho de 2010

segunda-feira, 7 de junho de 2010

UM BRONZE COM GOSTINHO DOURADO


“Pegaram o grupo mais fácil da copa”, “O AFDP é um time de um jogador só”, “O presidente ta muito gordo”. Fala a verdade: quem foi que não ouviu essas baboseiras por ai? E cá estamos após dois fins de semana no local mais baixo do pódio.

“No local mais baixo do pódio”. Seria isso uma vergonha? Vamos aos fatos: Concorremos com mais 18 times, sendo 7 seleções de cursos e outros 4 oriundos da Engenharia Civil, todos igualmente competentes e capazes. E ficamos em terceiro.

Após 3 jogos, estávamos entre os 8 melhores, onde estava também um time que sequer entrou nas contas até agora. É verdade, chegamos até ali diante dos olhos desconfiados e incrédulos de todos que diziam que não iríamos durar. Não jogamos nem 1/5 do que podíamos jogar (http://afdp-civil.blogspot.com/2009/09/moisa-sobe-na-lage-e-salva-triangular.html). Mas chegamos.

Entretanto uma nova fase trouxe consigo um novo ânimo, um novo time. Passamos às semi com uma atuação impecável de todos e, claro, com um lance que consagrou aquele que foi escorraçado do antigo time devido à falta de confiança que todos tinham dele. Mas os humilhados serão exaltados, e assim foi. Acabamos tropeçamos naquele que viria ser o campeão do torneio; mas de cabeça erguida ganhamos o desafio que viria a seguir. Hat-trick. Nada mais a declarar.

Então o time que não estava entre os ditos favoritos de acordo com os adversários chegou ao terceiro lugar; jogado contra os ditos favoritos. Os outros ditos favoritos caíram pelo caminho. Pode dizer que é pensamento de time pequeno comemorar o terceiro lugar. Pra você, um sonoro FODA-SE. Quem nos critica é porque sequer teve a capacidade de nos alcançar.

Pra você que participou disso, um sonoro PARABÉNS. Se você foi a todos os jogos ou não, se você fez gol ou não, se você é bonito ou não, se você vai ser pai ou não, isso não importa; você faz parte disso.

Provamos que dentro das quatro linhas nada pode ser anteriormente classificado como fácil ou difícil. Provamos que o AFDP é um conjunto e, principalmente, uma família. Provamos que o presidente está em perfeita forma física.

Mais do que nunca somos um time a ser batido. Então que venha a próxima copa. E, só pra não esquecer: respeite quem pôde chegar onde a gente chegou.